ID de Conteúdo:  

PMED.058PT

   |   Publicado a:   

27 de Fevereiro, 2019
Biblioteca Pessoal: Guardar

Tipo de Documento:  

INFORMAÇÃO DE CONTEXTO

10 Previsões Globais para a Transformação Digital nas PME

  1. Contexto
  2. As 10 principais previsões globais para Transformação Digital de PME

Contexto

A IDC prevê que em 2019 os gastos mundiais em TI com Pequenas e Médias Empresas (PME) se aproximarão de 554 mil milhões de Euros em 2019, o que representa um aumento de mais de 23 mil milhões de Euros em relação aos níveis de 2018. Estes números representam que existe uma mudança do foco dos investimentos na segunda plataforma digital (PC, servidor e rede) para os recursos e soluções da terceira plataforma digital (social, móvel, cloud e big data), situação que deverá ser tida em consideração pelas PME que planeiam investimentos em tecnologia nos próximos anos. A maioria das PME irão continuar a aumentar os gastos com TI (de 4 a 5% em média), mas a IDC acredita que a taxa de aumento de software e serviços deve ser maior que a do hardware. A coordenação de recursos locais e na cloud também deve ser um foco para investimento, especialmente à medida que as empresas continuam a adicionar recursos de cloud conforme previsto.

A aquisição de tecnologia descentralizada, muitas vezes liderada por departamentos de negócio (LOB), continuará a caracterizar a compra em empresas de menor dimensão, mas, ao mesmo tempo, a IDC espera ver um crescimento PME a alavancar investimentos em tecnologia de maneiras mais abrangentes, com maior coordenação entre os diferentes grupos de interesse e com um foco na Transformação Digital.

As 10 principais previsões para a Transformação Digital das Pequenas e Médias Empresas (PME)

Previsão 1: Os gastos com TI das PME em todo o mundo aumentarão 4,6% em 2019, totalizando quase 554 mil milhões de Euros

A previsão mundial de gastos com TI para PME fornece um total macroeconómico de todas as diferentes decisões de investimento microeconómico feitas por PME. “Seguir o que os outros” fazem não é necessariamente uma boa ideia, mas o crescimento total de gastos serve como uma referência útil, especialmente quando comparado com anos anteriores. A pressão sobre os ambientes de TI das PME continuará a vir de concorrentes cada vez maiores em diferentes setores. Além disso, a natureza mutável da tecnologia disponível e acessível e as mudanças nas preferências e necessidades dos colaboradores e gestores de diferentes soluções tecnológicas proporcionarão novas oportunidades de investimento de formas inovadoras. Além de refletir a saúde geral da economia (recorde-se as reduções de gastos de TI das Organizações em 2008), o gasto total de TI estará vinculado a mudanças de preços, mudanças nas prioridades de investimento e mudanças nos ambientes competitivos. Dois grandes objetivos continuarão a impulsionar o crescimento de gastos com TI nas PME: o desejo de melhoria de produtividade a curto prazo e as vantagens competitivas de longo prazo.

Previsão 2: Até 2021, a integração de recursos locais e de cloud será a principal prioridade de gastos de TI para metade das PME – nos países desenvolvidos e em desenvolvimento

Os recursos baseados na cloud continuarão a transformar a maneira como as PME implementam tecnologia. Nos últimos cinco anos, as aplicações e a infraestrutura na cloud tornaram-se parte integrante do pensamento tecnológico nas PME, resultando num novo desafio de integrar e coordenar diversos recursos locais e na cloud. As PME continuarão a adicionar novas aplicações na cloud, mesmo enquanto estão no processo de atualização da infraestrutura interna local. Esse alinhamento entre atualizar o antigo e adotar mais serviços e aplicações na cloud estará no centro da Transformação Digital para as PME nos próximos anos.

Previsão 3: Até 2021, 60% das PME em todo o mundo usarão canais alternativos para aquisição de tecnologia, incluindo vários fornecedores de serviços e soluções de self-service

Embora as PME tenham confiado por muito tempo em canais de retalho convenientes, como lojas de material de escritório ou de computadores, para o que se pode chamar de “compras transacionais”, atualmente existe uma variedade de soluções de fornecimento de tecnologias através dos canais tradicionais e novos canais relacionados. Os esforços de eficiência da venda direta de empresas como a Dell ou CDW foram alterados para responderem às preferências do canal PME, sendo cada vez mais adotados modelos de compra mais orientados a self-service/self-managed/self-paced. Além disso, o crescimento dos serviços na cloud trouxe um aumento do uso de fornecedores de serviços, incluindo fornecedores de serviços de Internet, fornecedores de serviços geridos (Managed Services), fornecedores de serviços de comunicações como empresas de telecomunicações e também outros VARs (Value Added Resellers) que também fornecem serviços hospedados. Experiências positivas do consumidor com app stores estão a influenciar as preferências de compra dos negócios, o que também pode facilitar as tarefas de implementação e gestão dos departamentos de TI, caso sejam adotadas boas práticas de aquisição e governança de tecnologia.

Previsão 4: Os Aceleradores de Inovação irão transformar processos de negócio e de produção em metade das PME em certas indústrias até 2022, como a Robótica na indústria de manufacturing ou Inteligência Artificial em várias indústrias

Seis principais aceleradores de inovação fornecerão novas capacidades e melhorias de desempenho nas Organizações nos próximos 10 anos: Segurança de última geração; Realidade aumentada e virtual (AR / VR); Internet das coisas (IoT); Sistemas Cognitivos; Robótica; e Impressão 3D. Muitos destes aceleradores já estão a ser usados: manufacturing (robótica, impressão 3D); serviços financeiros (segurança de última geração, sistemas cognitivos); e logística / distribuição (IoT). Todos estes aceleradores são de maior interesse para empresas e instituições maiores, mas também mudarão o cenário competitivo para PME em diferentes setores.

Previsão 5: Até 2023, metade das PME responderá às mudanças na natureza do trabalho, aproveitando novos modelos de gestão de talentos e de terceirização

As mudanças geracionais continuarão a representar desafios e oportunidades para as PME. Estes desafios incentivarão a adaptação contínua de políticas e práticas de trabalho, no sentido de um futuro do trabalho. Os millennials, nascidos depois de 1980, são agora o maior grupo etário da população e representam uma parcela crescente da força de trabalho, especialmente para as PME. As suas atitudes estão a moldar a dinâmica do espaço de trabalho de diferentes maneiras, incluindo o uso da tecnologia, as expectativas de recursos e as opções de carreira. Em resposta a essas necessidades, as PME aplicarão cada vez mais recursos avançados de tecnologia, novas estratégias de contratação e novas abordagens ao mercado de trabalho. Tecnologias inteligentes (sistemas cognitivos), máquinas inteligentes (robôs inteligentes) e a digitalização dos negócios, processos e economia irão remodelar a forma como as pessoas trabalham, como observado na Previsão número 4. As tarefas serão redefinidas para refletir a nova colaboração entre humanos e máquinas para aumentar e automatizar o trabalho, criando novas oportunidades para a criação de valor.

Previsão 6: Metade das PME em países desenvolvidos terão implementado Business Analytics até ao final de 2019, verificando-se um aumento da adoção em todas as regiões

O software de contabilidade clássico tem sido usado pelas PME para acompanhar o progresso dos negócios, mas recursos mais avançados de business intelligence e analytics podem fornecer uma compreensão mais profunda das influências no desempenho dos negócios e, mais importante, quais as tendências que terão impacto no desempenho futuro. Mais PME usarão analytics para obter insight sobre onde estiveram e onde estarão.

Previsão 7: O IoT será utilizado por um terço das PME em algumas indústrias até 2021 para recolher e analisar dados internos e externos em tempo real

O IoT é baseado na conectividade on-line de vários dispositivos e sensores para fornecer detalhes sobre o desempenho operacional ou a análise dos resultados. Esta previsão está intimamente ligada à Previsão número 6 e à necessidade de business analytics, mas eleva a velocidade e os detalhes da recolha e análise de dados disponíveis para um nível superior. Além de acompanhar os níveis de desempenho ou a eficácia operacional, a adoção de IoT oferece a capacidade potencial de medir os resultados das ações de gestão ou as mudanças ambientais de maneira a poderem ajudar a orientar futuras tomadas de decisão.

Previsão 8: Dois terços das PME terão a Transformação Digital como parte fundamental das suas estratégias de TI até ao final de 2023

A Transformação Digital é o processo pelo qual as empresas se adaptam ou realizam mudanças disruptivas nos seus clientes e mercados (ecossistemas internos e externos), alavancando as competências digitais. Os objetivos da Transformação Digital estão relacionados com a inovação de novos modelos de negócios, produtos e serviços que misturam experiências digitais e físicas, melhorando o desempenho dos negócios. Enquanto as PME estão apenas a começar a lançar programas de Transformação Digital, a IDC acredita que o foco na Transformação Digital será uma parte importante da estratégia de sucesso das PME na próxima década.

Previsão 9: Até o final de 2019, a maioria das PME dos países desenvolvidos terá implementado sistemas cognitivos / Inteligência Artificial

Assistentes inteligentes a custos acessíveis já estão a agregar valor em diferentes aplicações, especialmente aplicações de smartphones que recolhem e processam dados de utilizadores / consumidores. Recursos semelhantes irão expandir o valor de diferentes aplicações de PME, proporcionando um envolvimento mais atrativo e personalizado. Os recursos cognitivos / de Inteligência Artificial serão “empacotados” com as aplicações, não sendo expectável que sejam adquiridos como um produto separado. A melhoria resultante na experiência do utilizador, especialmente na antecipação de preferências com base no comportamento passado, melhorará a eficiência e incentivará um uso maior, levando a um desempenho ainda melhor da tecnologia.

Previsão 10: Até ao final de 2021, 60% das PME em todo o mundo terão suporte formal ou informal aos trabalhadores em mobilidade

Considerando as mudanças na natureza do trabalho (conforme referido na Previsão número 5), um número crescente de PME implementará suporte aos trabalhadores em mobilidade para melhorar a flexibilidade da equipa, capacitando os trabalhadores para fazerem o seu trabalho quando, onde e como quiserem. Isso inclui trabalhar em casa ou em locais remotos, além de poderem trabalhar em horários flexíveis, algo cada vez mais importante para empresas com operações ou clientes em vários fusos horários. Para as PME, o apelo de permitir que os funcionários usem os seus próprios dispositivos móveis (BYOD) sempre foi claro numa perspetiva de economia de custos. Ao mesmo tempo, porém, questões de segurança e controlo tornam importante que as PME possam gerir os dispositivos e aplicações que se conectam às suas redes.

Tópicos deste Documento

Setor ou Indústria a que se aplica: , , , ,
Plataforma Digital Relevante:

Conteúdo Relacionado

Também pode estar interessado em
ID de conteúdo: PMED.089
Publicado a 2 de Setembro, 2020
Tipo de Documento:

Guardar

ID de conteúdo: PMED.090
Publicado a 2 de Setembro, 2020

Guardar

ID de conteúdo: PMED.088
Publicado a 8 de Janeiro, 2020
Tipo de Documento:

Guardar

ID de conteúdo: PMED.085
Publicado a 8 de Janeiro, 2020
Tipo de Documento:

Guardar

Precisa de ajuda a potenciar a Transformação Digital do seu negócio?

Fale connosco e conheça as soluções disponíveis

Scroll to Top
small_c_popup.png

Fale Connosco

Estamos Aqui Para Apoiar

Ativar Notificações    OK No thanks